Bem Vindo

Você que está sempre por aqui ou você que chegou agora, fique á vontade pra comentar, criticar, adicionar. Nem só da mente louquinha da autora é que o blog se alimenta!

domingo, junho 11, 2006

Meu Big Brother


Estive ausente e desta vez não foi culpa minha. Tive tempo, disposição e assunto pra atualizar a página, mas... meu irmãozinho caçula foi consertar o computador e o imbróglio demorou quase uma semana. Certo que o computador é um lentium, mas o problema foi uma senha de administrador que ele colocou e não lembrava. Como depois da tempestade tudo fica com tons mais cômicos, foi realmente hilário ver a cara de espanto e indignação dele por não lembrar uma senha que ele mesmo criou. As horas se passavam e seu semblante ia ficando mais preocupado, o curcuito sala-cozinha-quarto foi feito umas 100 vezes e nada da senha pintar na mente do cara. A princípio não levei a sério "deve ser onda, já já ele lembra". Que nada, foi preciso uma noite de sono para que a combinação viesse à tona. O alívio foi geral.

Depois vi que o episódio foi só mais uma manifestação da instigante personalidade de meu grande irmão (o peso ele não revela, mas é grande). Ele se diz uma pessoa descomplicada, sem manias, low profile e não perde a oportunidade de mostrar como sou esquisita e desatenta. Mas a verdade é que o danado tem umas coisas que até Deus duvida.
Sei que serei espinafrada depois desssa, mas o caso merece. Certamente já aconteceu com você de estar dirigindo num caminho e entrar em outro (um retorno por exemplo) por força do hábito. Com ele acontece todo dia. Se tem que entrar na via costeira, ele pega em frente, ou vice versa, o que importa é errar o caminho. No campus ele precisa entrar no setor dois, mas passa e diz: "pô, você aí sem fazer nada, feito um boneco de olinda e nem avisa". Aliás, experiemente avisar: "Tá me achando com cara de leso???". Quando ele insiste em pegar um caminho errado duas vezes seguidas (na mesma hora) arranja logo uma desculpa cósmica: "sei não, a pessoa pegar duas vezes aquele caminho sem querer... comecei a pensar que era uma aviso sabe? Fui por lá mesmo, vai que aconteceria algo se eu fosse no lado certo..."

Não acaba por aí, experimente sentar à mesa e pedir que ele lhe alcance uma faca por exemplo, ele vai se virar e te passar tudo do faqueiro com a cara mais boba e rir, rir muito, cada vez que você reclamar ou respirar fundo. Também tem o "momento África". Ele acorda sem vontade de viver, senta à mesa e boceja como um leão contrariado, com direito até a movimento de cabeça (sem juba, pois o mesmo é careca). Presenteá-lo ficou cada dia mais fácil, o gordinho resolveu aderir ao visual "turma da mônica" - suas roupas são sempre iguais todo dia. Calças ou bermudas jeans da coleção econômica da Riachuelo e camisetas brancas daquelas que vendem em kits da Americanas. Diz que assim faz um estilo e ainda economiza. Faz sentido. Bem, falta falar dele brabo. Há dias em que ele oscila do mau humor pra grosseria e faz com que qualquer tentativa de aproximação pareça ridícula. Ele mata com o olhar e pronto! Mas passa logo e até hoje ninguém morreu. Se quiser uma amostra diga que ele está a cara do Ed Mota ou passe lá em casa depois da publicação deste texto - hi hi hi hi

O fato é que ele é um cara único (ele diz que dizer que uma pessoa é única é algo muito óbvio, já que este adjetivo só não se aplica a gêmeos) do tipo que disputa sucrilhos com meu filho, deixa o que está fazendo pra ajudar os outros, xinga quem ele ama e ignora sumariamente quem ele não gosta. Ensina mil bobagens pro sobrinho e repreende o pequeno por falar palavrão. É a síntese do ser humano, a contradição em si próprio. É pra você este post, uma homenagem pra te fazer pesonagem do mundo virtual e comemorar os dez dias sem postagens. Beijos !!! (ih ele odeia essa babação de beijos...)

6 comentários:

  1. Direito de resposta

    Para começar, Irmão em inglês eh "Brother" e não "Broher".
    Na linha 4 do segundo parágrafo, diz que eu tenho "nanias", o que eu não faço a menor idéia do que seja... Talvez eu até tenha "manias", né analfa..

    Bem, passados estes inaceitáves erros, gostaria de dizer que algo em torno de 99,99% do que está escrito não condiz com a verdade. Ao menos que a autora, tabém conhecida como "doméstico", tenha outro irmão e esteja se referindo a ele...

    Gostaria de aproveitar a deixa para explicar alguns detalhes não citados no texto (propositalmente, creio eu!).

    Primeiro sobre o computador. Bem o computador aqui de casa já está bem velhinho e mal "dá no couro", mas mesmo assim ainda é lembrado por todos na hora que precisam. O problema é que quando alguma coisa não está ok, (windows não inicia, o teclado tá desconfigurado, o computador apaga sozinho) ai ninguém se propõe a consertar. O que aconteceu semana passada foi exatamente isto: o computador tava reiniciando sozinho e lá fui eu tentar consertar. Mexo daqui, mexo dali e na tentativa de tornar a vida dos demais usuários mais fácil, acabo por colocar o "Administrador" como 'usuário padrão' do windows XP. Logo, como já faz quase um ano que eu instalei esta bomba, eu não lembrava da senha! (estão vendo como explicando faz sentido! Do jeito que tava no texto parecia que eu tinha feito a senha a poucos dias atrás e tinha me esquecido...)

    Sobre o trânsito, (por uma questão de ética e como pode ser que alguém do DETRAN leia isto, não vou nem começar a contar as suas na frente do volante, viu?!?!) o problema é o seguinte: Cada dia se faz uma coisa aqui em casa. Tem dias que tem que levar minha outra irmã na faculdade e depois deixar "o boy" na escola. Tem dia que é o contrário e tem dia que primeiro eu é que sou deixado... ai já viu, né! A pessoa já tá cheio de coisa na cabeça e ainda tem que se lembrar da rotina do dia... Acabo pegando o caminho errado AS VEZES!

    No demais, gostaria de dizer que meu sobrinho é uma peste. E em se tratando de "pestes", qualquer ação é válida pra solucioná-la. Vide casos de pestes mundiais (vaca louca, gripe do frango, antrax...) onde governos gastam fortunas para colocar a sociedade dentro dos padrões aceitáveis!

    E querem saber de uma coisa: f...-se todo mundo que não gostou!!. Eu tô aqui é para incomodar mesmo!

    Obrigado a todos que leram minha defesa,
    Leoanrdo Cunha
    - o irmão -

    ResponderExcluir
  2. Ihhh ai....o cara ficou puto kkkkkkkkkkkkkkk Mas eu gostei, liberdade de imprensa e isso (agora estou sem os acentos, perdoem)

    ResponderExcluir
  3. Ricardo "da rua"15 junho, 2006 18:15

    Gostei deste texto, quem me dera alguém escrevesse algo asim, bem homorado sobre mim. É prova de carinho. Essa resposta do irmão foi muito grossa pra ela. Tu deve ser desse jeito mesmo e depois reclama....

    ResponderExcluir
  4. OI, Layana!
    Sou seu primo aqui de Niterói-RJ.
    Seu pai passou-me o endereço do seu site no dia 14 último. Acessei hoje e achei muito bom. Você está de parabéns. Muito sucesso para você. Não esquente com os comentários feitos anteriormente, pois são pessoas que não têm o senso de ajuda mútua.
    Meu e-mail é: jarmiranda@terra.com.br
    Neuza sabe meu e-mail, pois trocamos muitas correspondências.
    Um grande beijo e um forte abraço do seu primo-tio Jorge Alfredo.
    Tchau.............

    ResponderExcluir
  5. Ele é assim mesmo e acabou-se

    ResponderExcluir
  6. Leléo é o cara...amigo de infancia...
    é doido...
    somente isso!

    ResponderExcluir